fbpx

10 passos para ser aprovado em concursos públicos

como ser aprovado em concursos públicos

Aprovado em concursos públicos!

Você quer prestar concursos mas não sabe nem por onde começar? Ou já começou mas não está vendo evolução nos estudos?

Então, eu quero te mostrar os 10 passos para ser aprovado em concursos públicos! Será que você está seguindo todos?

10 passos para ser aprovado em concursos públicos

Se preferir assista o vídeo:

1 – Decidir qual concurso prestar

O primeiro passo para ser aprovado em concursos públicos, é decidir qual concurso você vai prestar.

Existe uma variedade de cargos e concursos que você pode se dedicar e são diversas as áreas possíveis.

Como por exemplo: tribunais, magistratura, carreiras policiais, carreiras fiscais, entre várias outras.

Uma dica: se você ainda não decidiu qual sua área, é pesquisar editais abertos ou notícias de concursos eminentes, ou seja, autorizados, prestes a abrir.

Assim, você já pode começar com um pouco de prática, prestando essas provas.

Além disso, a pesquisa é essencial, faça do Google o seu melhor aliado:

  • Pesquise sobre o cargo;
  • Sobre as atribuições;
  • Qual o tipo de trabalho que esse profissional vai realizar;
  • Como a carreira está estruturada dentro de cada Estado e de cada Órgão;
  • Se há previsão de abrir um novo concurso ou se houve um concurso recente.

Saiba que: os editais recentes ou de concursos passados são uma fonte de valiosas informações sobre as atribuições de cada cargo, ou seja, o que cada profissional faz.

E ainda, quais as matérias que costumam cair nesses concursos, quem pode prestar, requisitos básicos para ingressar no cargo, ou seja, se precisa de nível médio ou nível superior, por exemplo.

Ter foco definido é essencial, já que as matérias entre os editais podem variar muito e também entre os diferente cargos e ainda, entre os diferentes Estados.

Essa escolha vai fazer total diferença no tempo em que você vai levar para ser aprovado em concursos públicos !

2 – Ler o edital

Ler o edital ou encontrar um documento que contenha as principais regras que vão reger o concurso é essencial.

O edital é elaborado pela banca organizadora do concurso e divulgado no momento de sua abertura.

Assim, no edital constam informações essenciais com relação ao concurso como: a data e o local da prova, quantidade de vagas ofertadas, etapas do concurso, documentações necessárias, remuneração, conteúdo programático, tipo de prova, peso das matérias, entre outros.

Você pode encontrar o edital do concurso no site da banca organizadora que é a instituição responsável pela organização do concurso.

Também, nas publicações oficiais do governo, no caso do Estado, é o Diário Oficial do Estado – DOE, ou no Diário Oficial da União – DOU.

Além de sites de conteúdos relacionados à concursos, plataformas de resoluções de questões, blogs de cursinhos, que também divulgam as informações relativas à esses concursos que foram recém editados.

Por isso, é fundamental ler todo o edital antes de se inscrever no concurso pois você poderá evitar erros!

3 – Organização da Rotina

Organizar a rotina e horários de estudo é fundamental.

A organização é a chave para lidar com problemas como a ansiedade, falta de concentração e procrastinação.

Quando temos horário definido para fazer cada uma das coisas no nosso dia a dia, fica muito mais fácil de assumir o compromisso de realmente estudar naquele horário que você estabeleceu.

Então, nesse passo vai ser preciso organizar seus horários para estudo, para trabalho, lazer, faculdade, e todas as outras atividades.

Dica: defina quais horários do dia serão para estudar, bem como o que será estudado a cada semana para não ficar perdido em relação ao “o que eu estudo agora”?

Comece aos poucos, sempre com menos do que acha que consegue estudar e, a medida que vai conseguindo ter consistência nessas horas, pode ir aumentando a carga horária.

Como construir hábitos de estudo.

4 – Escolha do material

O material que você usa para estudar poderá acelerar ou atrasar a sua reprovação.

Não só em termos da qualidade do material, mas também em relação ao material que é adequado para você.

Por isso, é preciso avaliar qual o nível de material mais adequado para você em cada uma das disciplinas do concurso.

A regra geral: a profundidade do material deve acompanhar seu conhecimento ou facilidade com as matérias.

Se você tem dificuldade, nunca estudou, é importante que você pegue algo mais básico, mais didático que vão te permitir aprender o mais importante primeiro, ou seja, os pontos básicos, antes de se aprofundar mais.

Ainda, é importante ressaltar que o tipo de material precisa ser interessante para você. Ou seja, a didática do professor, se o investimento cabe no seu bolso, se o tipo de mídia (vídeo aula, PDF, livro, por exemplo), te agrada e facilita na hora de estudar.

Portanto, encontrar o material que melhor funciona para você fará muita diferença no tempo que vai levar até a aprovação.

Quais as matérias mais cobradas em concursos policiais

5 – Comece a estudar

O estudo para concursos deve começar o mais cedo possível, pois nunca é cedo demais para começar a se preparar para concursos.

Porque costuma ser um projeto a longo prazo e não de curto prazo.

Essa dica parece óbvia, mas tem muita gente que fica só no planejamento, mas nunca começa de fato a estudar.

Por isso, quanto mais cedo você começar a se preparar, mais bagagem você terá adquirido quando realmente começar a prestar provas.

Tanto em termos de conhecimento, quanto em aprimoramento das técnicas de estudo. E por menor que seja seu tempo disponível agora, comece a sua preparação o quanto antes.

Pense: estudando duas horas por dia no período de um ano, você terá adquirido quase 800 horas de estudo e isso é o suficiente para fechar várias disciplinas básicas dos editais.

Então, não espere o momento ideal ou o “edital da sua vida” para dar início aos estudos. Comece a estudar agora!

Pode ter certeza que essa decisão de “vou começar agora”, pode ter muito impacto em te fazer ser aprovado em concursos públicos mais rapidamente!

6 – Revisar os assuntos estudados Periodicamente

Um erro comum de quem entra no mundo dos concursos é tentar vencer um edital inteiro e deixar para revisar os conteúdos todos de uma vez só nas vésperas da prova.

Isso é muito pouco eficiente! A revisão do que foi estudado deve ocorrer de forma periódica a fim de se agregar cada vez mais conhecimentos, memorizar detalhes e sedimentar o conteúdo na sua memória de longo prazo.

Mas afinal, por que gastar tempo com as revisões se estamos falando justamente em ser aprovado mais rapidamente?

A resposta é muito simples: porque nós nos esquecemos das coisas e é natural que após algum tempo sem rever um conteúdo, as informações da memória de curto prazo sejam perdidas.

Portanto, se você estuda apenas uma vez um tópico, não importa quão bem você tenha aprendido, essas informações vão ficar sujeitas ao esquecimento.

Isso porque elas não foram bem consolidadas na memória de longo prazo.

Então, de que adianta estudar sem revisar se você não vai se lembrar do conteúdo quando finalmente fechar o edital?

7 – Resolver questões de concurso

Muita gente passa meses estudando a teoria dos assuntos, mas chega na hora da prova e simplesmente não consegue aplicar o que aprendeu.

Portanto para evitar isso, é essencial incluir nos seus estudos a resolução de questões de concursos.

Só assim, você irá conseguir saber qual o foco do conteúdo, como ele é cobrado em provas, o que você ainda não memorizou daquele assunto, além de estar sempre complementando e atualizando seu material.

O treino por questões é uma das melhores formas de estudar e também não pode ficar de fora da sua estratégia.

8 – Faça provas

Se você acha que só deve fazer provas quando se sentir preparado para passar, saiba que você pode estar atrasando sua aprovação com esse pensamento.

Por isso, a realidade é que ninguém sabe quando vai ser a hora de passar.

Aliás, tem muita gente que vai sem confiança nenhuma para a prova e acaba sendo aprovado.

Além disso, a experiência que você adquire fazendo provas não pode ser obtida de nenhuma outra maneira.

A emoção, a tensão do edital aberto, o fato de ter que lidar com a ansiedade, com limite de tempo e também a questão da malícia de resolver as questões e tudo isso só pode ser treinado quando você vai fazer provas.

Se você não tem condições financeiras, estude como se você fosse prestar essa prova em casa no momento em que ela for disponibilizada e simule ao máximo esse momento.

Quem não presta provas pode acumular muito conhecimento, mas descobrir que não sabe lidar com a pressão, quando já é tarde demais.

9 – Avalie seu desempenho periodicamente

Uma das melhores maneiras de saber se você está estudando certo, se está evoluindo nos conteúdos e melhorando, é avaliando o seu desempenho periodicamente.

Também, não dá pra deixar para saber se você está fazendo direito só na hora de prestar provas.

Portanto, é necessário avaliar isso ao longo dos estudos comparando suas taxas de acertos ao longo do tempo.

Para isso, registre seus erros e acertos, desempenhos em simulados, e se programe para fazer uma avaliação geral desses resultados de tempos em tempos.

Essa autoavaliação é essencial para corrigir o curso dos seus estudos, fazer modificações e adaptações, se necessário, sempre tentando melhorar seu método de estudo.

Depoimento: como surgiu o método Mapa da Aprovação?

Então, se você não avalia seu desempenho periodicamente, pode demorar muito para ser aprovado em concursos públicos, só porque você vai descobrir se está estudando da forma certa ou errada depois que sair o resultado da prova!

10 – Persista pelo tempo necessário

Por fim, mas não menos importante o último passo é persistir pelo tempo necessário.

A persistência é importante para o sucesso, porque o caminho até a aprovação vai ter seus obstáculos e pode demorar mesmo que você tente fazer tudo certo desde o começo.

Como não temos o poder de prever o futuro, cada concurso será uma história diferente e na realidade, nós simplesmente não sabemos quando nossa hora vai chegar.

E quando você deixa de lado essa persistência e deixa de lado o pensamento de “vou estudar pelo tempo que for necessário” e, se coloca um prazo, você pode estar atrasando sua aprovação.

Talvez você realmente não perceba a pressão desnecessária que você coloca em si mesmo, quando traça essa meta de tempo até a aprovação.

Estamos tão acostumados com prazos, com metas a cumprir, que dizer a si mesmo que “preciso passar com um ano de estudos” chega a parecer saudável.

Mas, no caso dos concursos, não é!

Então, para desenvolver a persistência, encare os obstáculos e as reprovações como oportunidade de melhoria.

Tenha em mente de que não existem erros e sim feedback.

Portanto, faça o máximo que você pode com o tempo e os recursos que você tem agora e, no fim, você não vai precisar preocupar com quanto tempo vai demorar para passar.

Espero que você tenha gostado dessas dicas. Se inscreva no canal e siga o Mapa Concursos nas redes sociais!

Deixe seu comentário e compartilhe este artigo com seus amigos para que mais pessoas possam ser aprovadas no concurso de seus sonhos.

Outras publicações

Entre em contato