Como estudar doutrina para concursos

Você sabe o que é doutrina para concursos?  Qual a sua relevância nos concursos públicos? Ou por onde estudar?

Se tem dúvidas ainda, este post é para você!

Conceito e importância

Doutrinas são fontes do Direito, realizadas por estudiosos/doutrinadores que desejam auxiliar a ciência jurídica, desenvolvendo análises (interpretações) que auxiliem os profissionais da área.

É muito importante que você escolha fontes para estudo de doutrina para concursos que estejam de acordo com o perfil ou banca do concurso a que se concorre.

Algumas bancas adotam posicionamentos de doutrinas específicas e até mesmo minoritárias.

Por isso a importância de se resolver muitas questões da banca, para entender qual posição o examinador adota.

Preciso saber doutrina para o meu concurso?

Novamente, é preciso avaliar a profundidade com que os assuntos são cobrados para o seu cargo.

A maior parte das bancas foca na cobrança da lei seca (trechos da própria legislação), então saber a lei seca é indispensável.

O estudo da doutrina e jurisprudência deve ser proporcional à importância deles para seu tipo de prova, e a construção de uma base sólida de doutrina é ainda mais importante para os candidatos que possuem provas discursivas dos temas de direito no seu conteúdo programático.

Importante ressaltar que alguns tópicos são quase que exclusivamente doutrinários, não tendo muitos trechos correspondentes na legislação.

Por exemplo, ao passo que os princípios expressos da Administração Pública podem ser retirados do artigo 37 da Constituição Federal, os princípios implícitos foram desdobrados por extração feita pela doutrina.

Por onde estudar a doutrina para concursos?

Você preferencialmente deverá estudar doutrina por meio de livros de autores clássicos.

Os cursinhos de boa qualidade também trazem bons compilados da doutrina, mas é importante que se avalie o nível com que o assunto é cobrado na sua prova, pois mesmo um ótimo cursinho pode não ser suficiente para a preparação em alguns casos, não dispensando o uso de livros e manuais.

Você também pode usar livros voltados para concursos que condensem os principais posicionamentos doutrinários, o que facilita a visualização da forma como os tópicos são cobrados.

Quando e como estudar doutrina?

O ideal é que o estudo da doutrina seja feito concomitantemente ao da lei seca, pois estudar ambos ao mesmo tempo favorece a compreensão integral da matéria.

Não deixe para estudar tudo por doutrina e só depois ver a letra da lei, nem ao contrário!

Lembre-se sempre de exercitar sua visão sistêmica dos assuntos, integrando os conhecimentos obtidos do texto de lei, com doutrina e jurisprudência.

E da mesma forma que para outros conteúdos, a doutrina também deve ser revisada, e para isso o conteúdo de um livro de 800 páginas deve ser filtrado – por meio de anotações, grifos, fichas e mapas mentais, após resolver inúmeras questões sobre o tema.

Aproveite para saber mais sobre: Como estudar jurisprudência para concursos.

Esperamos ter ajudado!

Outras publicações

Entre em contato