fbpx

Foco Nos Estudos: Como Melhorar a Concentração

como melhorar a concentração

Ter foco nos estudos é algo muito complicado hoje em dia, mas como melhorar a concentração o obter o sucesso desejado para passar nos concursos?
Um problema comumente relatado pelos alunos quando iniciam os nosso planos de estudos é a falta de concentração para estudar e falta de foco.
Você está lá estudando e quando percebe está com a cabeça em outro lugar. Passou horas em cima de livros ou videoaulas mas não reteve nada do que foi estudado.
Ou, ainda, precisa ficar voltando nos mesmos parágrafos várias vezes, pois se perdeuno meio da leitura.
Então se você se identifica com essa situação e acha que pode estar perdendo tempo de estudos por não conseguir focar direito, eu quero que você aprenda hoje quais fatores têm impacto no seu foco pra que você consiga melhorar sua concentração de uma vez por todas!
Vamos falar de:

  • Desorganização
  • Cansaço
  • Alimentação inadequada
  • Desidratação
  • Falta de exercícios físicos
  • Horário de estudos inadequado
  • Ambiente
  • Falta de interesse pelos estudos

 

 

Como ter mais foco nos estudos

A falta de concentração e foco no que está sendo estudado não é um problema simples, que pode ser resolvido da noite para o dia.

Então, alertamos que a concentração deve ser trabalhada diariamente, até que você consiga estudar com mais qualidade e menos distrações.

Por isso, é importante que você tenha sempre em mente: não se sai de um estado de zero foco para um de alta concentração da noite para o dia.

Assim, você precisará trabalhar vários fatores que podem estar afetando o seu foco, até que atinja um nível de excelência nos estudos – gradativamente!

Também é importante saber que não há um único fator responsável pela falta de foco e, normalmente, o problema é resultado de vários fatores atuando em conjunto.

Por isso, hoje vamos analisar algumas causas que podem estar contribuindo para a sua dispersão na hora de estudar, bem como sugerir algumas formas de superar cada uma dessas causas.

Desorganização

A primeira e uma das principais causas de foco nos estudos é simplesmente a desorganização.

Isso acontece quando você sabe que precisa começar a estudar, mas não sabe em quais horários, não sabe o que vai estudar, quantos intervalos vai fazer, e nisso você acaba procrastinando e não começa a estudar nunca.

Ou, se começa a estudar, logo surge aquela ansiedade do pensamento “será que é hora de parar?“, “será que é hora de fazer um intervalo?“, e logicamente a concentração se perde porque você não consegue mais prestar atenção no que está fazendo.

Também surge com o pessoal que se força a estudar mais, por horas a fio, mesmo quando percebe que sua atenção já ficou prejudicada pelo cansaço.

Então pra resolver esse problema, é essencial se organizar.

Assim, defina sua rotina de estudos, por quanto tempo vai estudar, de quanto tempo serão seus intervalos, e poderá focar totalmente naquilo que você está fazendo.

Foco nos estudos com Pomodoro

Um método pra controle dos horários de estudo que indicamos e que ajuda muito a galera que tem mais problema com horários é a técnica do Pomodoro, em que você cronometra intervalos fixos de estudo e intervalo, por exemplo, quatro blocos de 25 minutos de estudo e 5 minutos de intervalo, e um bloco maior de intervalo depois.

Metas realistas

E outro problema também relacionado à desorganização, é que algumas pessoas não conseguem focar direito porque não estabelecem metas realistas para si mesmas.

Quando você superestima o quanto consegue estudar, fica a todo momento com aquela sensação incômoda de “será que eu dou conta”, então é muito importante estabelecer metas que sejam adequadas pra você, que sejam desafiadoras, mas não a ponto de te prejudicar.

Cansaço

Um dos principais fatores que fazem diminuir a concentração nos estudos é o cansaço.

E ele pode ser proveniente tanto de intervalos inadequados, quanto de sono escasso – ou de ambos.

Sabemos que nossa capacidade de aprendizado tende a diminuir muito à medida que nos cansamos intelectualmente.

Por isso, é importante ter blocos de estudo compatíveis com a sua capacidade de manutenção da concentração.

Assim, estudar cansado te leva a tomar o dobro do tempo para finalizar um conteúdo, com baixa retenção dos conteúdos.

Nesses casos, é melhor descansar e retomar outra hora. Lembre-se que é mais produtivo estudar 3 h por dia, de forma consistente, do que 5 h em um dia e nenhuma hora nos próximos, porque chegou à exaustão nos dias anteriores e não conseguiu mais manter o ritmo.

Outro hábito positivo para descanso é ter intervalos de qualidade, que te permitem realmente relaxar e descansar. O uso do celular, por exemplo, te desperta e te deixa em um estado de ansiedade ainda maior – por isso, não indicamos que os intervalos de estudo sejam passados em redes sociais.

Já atividades que trazem descanso real são, por exemplo: brincar com seu pet, sair para caminhar um pouco, tirar um cochilo, meditar.

E da mesma forma que o cansaço mental te prejudica, a falta de sono também causa prejuízos cognitivos e intelectuais, por isso é importante a manutenção de uma quantidade e qualidade de sono adequadas.

Por isso, reflita:

  • Você tem descansado o suficiente?
  • Como está a qualidade do seu sono?
  • Como são seus intervalos, de descanso real ou presumido?
  • Que tal remanejar o horário de estudo para um período do dia em que você esteja mais descansado?

Alimentação inadequada

Outro fator de grande impacto na concentração, e frequentemente negligenciado, é a qualidade da alimentação.

Tenha em mente que alimentos muito calóricos ou gordurosos, ou com muitos conservantes e poucos nutrientes não fazem bem ao seu corpo.

Consequentemente, prejudicam sua capacidade de focar nos estudos.

Lembre-se que o que você come se torna o combustível da sua rotina, então prezar por uma alimentação de boa qualidade é essencial.

Aqui é preciso refletir:

  • Como você tem se alimentado?
  • Tem descontado nos alimentos a sua ansiedade?
  • Procura comer alimentos saudáveis que fornecem energia para estudar?

Desidratação

Você sabia que níveis moderados de desidratação causam impactos no corpo semelhantes aos efeitos do álcool? Então a desidratação, consequentemente, também afeta sua capacidade de se concentrar.

Para combater a desidratação, tenha sempre uma garrafa de água ou líquidos saudáveis por perto. Trata-se de uma dica simples mas que pode fazer muita diferença pro pessoal que se esquece de tomar água e pode não perceber que esse simples hábito faz total diferente na sua capacidade de focar.

Então reflita:

  • Você toma água o suficiente durante o dia?
  • Tem uma garrafa de água no local de estudos?

Falta de exercícios físicos

O sedentarismo pode te causar dores no corpo, sensação de fadiga e outras consequências fisiológicas que, em última análise, prejudicam a sua capacidade de render nos estudos.

Por isso, praticar atividades físicas leves a moderadas é importante para melhorar a sua saúde e para aumentar a produtividade nas tarefas cognitivas.

Sabemos que na ânsia de querer estudar mais, aproveitar todo tempo livre, muita gente acaba abandonando as atividades físicas, mas pode ter certeza que no mínimo a médio prazo esse descuido com o seu corpo vai te trazer prejuízos e pode te fazer perder mais tempo ainda.

Por exemplo, quando eu estudava cheguei a ficar com a coluna travada alguns dias por causa de postura incorreta na hora de estudar, e principalmente porque eu ficava muito tempo sentada e não me exercitava.
Reflita:

  • Você tem praticado exercícios regularmente?
  • Previne a ocorrência de dores relacionadas aos estudos (costas, lombar)?

Horário de estudo inadequado

Quando deixa que os estudos sejam a última tarefa do dia a ser realizada, é possível que você já esteja cansado demais para querer enfrentar uma tarefa que exige tanto da sua mente.

Por isso, é importante encaixar bem os horários dedicados aos estudos na sua rotina, de forma com que você aproveite os horários em que está mais descansado para estudar, sempre que possível.

Como exemplo, algumas pessoas se beneficiam de dormir e acordar mais cedo, colocando o estudo como primeira atividade a ser feita na manhã.

Reflita:

  • Você tem aproveitado os horários em que está mais descansado para estudar?

Ambiente

É muito importante ter um local dedicado aos estudos, sempre que possível.

E não precisa nem ser um cômodo inteiro, pode ser uma escrivaninha, um canto da mesa. O importante é que você tenha bem claro que quando se sentar “naquela’ cadeira”, ou entrar “naquele cômodo”, é para estudar, e mais nada!

Assim, nossa cabeça vai se acostumando a essa ideia, vai criando o que os psicólogos chamam de ‘reflexo condicionado’, o que te ajuda a ficar automaticamente mais focado toda vez que você está naquele ambiente.

Então evite estudar na cama, por exemplo, pois aí seu cérebro não vai nem entender direito se é local de dormir, ou se é local de ficar desperto, e no fim não vai conseguir fazer nenhum dos dois direito.

Outro ponto do ambiente de muito impacto na concentração são as distrações. Será que você não pode tirar do local de estudos tudo o que te distrai?

Às vezes o pessoal deixa o celular ali, apitando, piscando, e negligencia o impacto que isso tem no seu foco.

Ou está estudando mas deixa milhares de abas abertas no navegador, com youTube, NetFlix, E-mail, tudo ali te lembrando de que existe coisa mais legal pra fazer do que estudar.

Reflita:

  • Você tem um local reservado só para os estudos?
  • E se sente condicionado a estudar quando está no local escolhido?
  • Remove as distrações do ambiente de estudos ou deixa que elas te controlem?

Falta de interesse pelo estudo

Alguns alunos usam a falta de concentração ou foco como desculpa para não estudar. Isso ocorre principalmente entre aqueles que não se interessam pelos estudos, e o levam como uma obrigação.

Então é importante ter em mente que estudar será um meio de atingir seus objetivos.

Quando você foca no que você quer alcançar, em vez de pensar no que está perdendo enquanto estuda, você ativa sua motivação pra agir, que é justamente encontrar um motivo para o que você está fazendo.

Só a forma como você encara o hábito de estudar pode estar te sabotando sem você nem perceber.

E quando você acredita que vai aprender e se interessa pela matéria, o aprendizado ocorre de forma mais consistente e acelerada.

Então para melhorar seu foco, um passo essencial é justamente querer estar focado.

E já que falamos de motivação, um truque pra melhorar seu interesse pelos estudos é ter uma recompensa para os dias que cumprir suas metas.

Por exemplo, se vai poder comer um chocolate, vai poder ver um episódio de uma série depois de estudar por 3 horas.

Ter essas gratificações te esperando vai fazer com que seu cérebro queira estudar, e vão aumentar seu interesse.

Pra finalizar, quero que você reflita se…

  • Você tem clareza sobre o propósito que te move a estudar?
  • Se interessa por aprender as matérias ou leva isso como uma obrigação?
  • E se recompensa pelas metas atingidas?

O que fazer para melhorar a concentração

Então esses foram apenas alguns exemplos do que pode estar influenciando negativamente seu desempenho nos estudos, do que pode estar prejudicando seu foco, bem como sugestões de como driblar cada um dos fatores.

Assim, sua tarefa agora é trabalhar para identificar o que atrapalha a sua concentração, aplicar as técnicas sugeridas e otimizar suas horas de bunda-cadeira!

Lembre-se que ter foco nos estudos pode ser o diferencial para chegar à tão sonhada aprovação em concursos.

Se você gostou desse artigo, compartilhe com os amigos! Pode ter mais alguém precisando de ajuda na concentração nos estudos.

Leia também: Como conciliar trabalho e estudos?

Até mais!

Outras publicações

Entre em contato