fbpx

Como conciliar trabalho e estudos

Em meio a tantas atividades que assumimos, você sabe como conciliar trabalho e estudos? Ou, ainda, como conciliar estudos para áreas diferentes como concursos e faculdade?

No artigo de hoje, vamos dar dicas para que você consiga se dedicar a mais de uma atividade sem se esgotar.

Você aprenderá a:

  • Eliminar distrações
  • Definir prioridades
  • Organizar sua rotina
  • Lidar melhor com imprevistos
  • E a recarregar a bateria para dar conta de tudo
  • A busca pelo equilíbrio
  • Antes de falarmos das dicas, precisamos esclarecer o que seria o “equilíbrio” que tantas pessoas buscam.

A busca pelo equilíbrio

Antes de falarmos das dicas de como conciliar trabalho e estudos, precisamos esclarecer o que seria o “equilíbrio” que tantas pessoas buscam.

Equilíbrio seria conseguir dar a mesma atenção a todas as áreas da sua vida.

No entanto, sabemos que na prática isso se torna inviável.

Quase ninguém consegue atingir excelência no trabalho, na vida pessoal e nos estudos, mantendo uma alimentação saudável, o sono em dia e a vida social ativa.

Tal situação é simplesmente irreal.

Mas é possível definir prioridades temporárias. Isso significa que essa semana o seu foco pode ser no trabalho, mas na próxima você poderá se dedicar mais a cuidar de assuntos pessoais.

Falaremos mais desse assunto a seguir.

Foco dinâmico

O conceito de foco deve ser entendido como dinâmico, de forma a ir direcionando a sua atenção a lugares diferentes, na medida do necessário.

Então você pode ter o foco do mês, o foco da semana, o foco do dia, e assim por diante.

Mesmo com uma rotina que te permita se dedicar a áreas diferentes, eventualmente você deverá dar prioridade a uma área ou outra.

E isso é normal!

Assim, na escassez de tempo e presença de diversas atividades, duas regras básicas devem ser seguidas:

  • Distrações devem ser eliminadas e
  • Um foco dinãmico deve ser escolhido

Falaremos rapidamente de cada uma delas a seguir.

Como eliminar distrações

Distração é tudo aquilo que não contribui para seus objetivos de vida.

E, por objetivo de vida, pense em todas as áreas que você valoriza.

Seus objetivos podem ser passar no concurso dos sonhos, alcançar uma promoção no trabalho, fazer sua família feliz, ter uma rotina de exercícios físicos.

E pensando na era digital e nos relatos de alunos, normalmente as distrações se resumem a celular e televisão.

Você tem ideia de quanto tempo passa em redes sociais? Vendo noticiários? Jogando tempo fora?

Bom, então antes de querer organizar atividades importantes, você deverá eliminar o que não importa.

Definindo um foco

Prioridade é uma palavra em alta.

Muito se fala sobre definir a sua “única coisa”, aquilo a que você vai dedicar a maior parte da sua atenção.

E a teoria é linda, mas nem todo mundo consegue determinar com clareza o que é mais importante.

Ou, ainda, a gente acha que tudo é importante e não consegue direcionar o foco para uma coisa só.

Como já comentei, o problema está, principalmente, em achar que a prioridade é estática.

Que você deve se dedicar a essa única coisa sempre e abandonar todo o resto.⠀

Na realidade, o conceito de foco é altamente dinâmico. O que é importante hoje pode não ser importante amanhã, e isso é absolutamente normal.⠀

Então veja que geralmente falamos em dois níveis de prioridades: macro e micro.⠀

Prioridade nível macro

Podemos definir as prioridades de nível macro quando pensamos nos nossos valores. O que é mais importante pra você: família, dinheiro, carreira, conforto etc.?⠀

E de todas essas coisas que você valoriza, qual delas não poderia viver sem? Está aí sua prioridade número um.⠀

Prioridade nível micro

Já no dia a dia o contexto muda, pois entram as prioridade de nível micro, que são:⠀

  • Focos do mês⠀
  • Foco da semana⠀
  • Foco do dia⠀

Ao definir dois ou três focos para o mês, você se certifica de que se dedicará mais a esses projetos ou áreas da sua vida naquele momento.⠀

Dentre os focos definidos para o mês, você define, semanalmente, qual será a prioridade da semana. ⠀

Isso permite que você se dedique mais intensamente a uma coisa ao longo de uma semana, mas não abandone totalmente o restante. Porque na próxima semana, você pode mudar o foco para outra área que exija atenção.⠀

E, dentre várias tarefas a serem feitas em um só dia, você define o foco diário. Pra isso, ajuda a pensar “qual o mais importante a ser feito hoje”, ou “qual o mais urgente” ou, ainda, “qual traz mais satisfação”.⠀

Então, antes de começar a querer conciliar o tempo entre várias atividades, você deve escolher o que virá em primeiro lugar no seu planejamento.

Tendo em mente essas duas premissas básicas, podemos seguir em frente!

Como conciliar trabalho e estudos

Para saber como conciliar trabalho e estudos, você precisará estar atento a:

  • Organização e planejamento
  • Administração de imprevistos
  • Geração de energia

Geralmente, é a falha em um ou mais desses pontos que leva as pessoas a uma rotina caótica.

Por isso, vamos analisar cada um deles separadamente.

Organização e planejamento

Sempre que você quiser tirar o máximo do seu tempo, deverá pensar em organização e administração da rotina.

É essencial ter no papel todos os horários do seu dia: hora de acordar, compromissos, horas disponíveis para estudo, trabalho, entre outros.

Só quando você define quando irá fazer cada uma das atividades é que você tem certo controle sobre o seu tempo.

Então o primeiro passo para conciliar trabalho e estudos é programar seus dias e semanas.

Organização da rotina

Para isso, você poderá:

  • Passar a usar uma agenda
  • Colocar seus compromissos na agenda
  • Montar um quadro-horário semanal com seus horários e atividades a serem realizadas em cada dia
  • Usar um gerenciador de tarefas, em que colocará as tarefas a serem feitas diariamente
  • É importante ser sincero consigo mesmo e realista quando ao tempo que você tem disponível.

Lotar sua agenda de atividades não te fará mais propenso a cumpri-las.

No entanto, é imprescindível que você cumpra o que estabelecer no seu cronograma.

Então, nos horários de trabalho, você vai trabalhar. E nos horários de estudo, vai se desligar de todo o restante e estudar.

Sem desculpas, sem pensar que deveria estar fazendo outra coisa, sem pensar no quanto ainda falta.

Pense que agora você tem um horário dedicado para cada atividade. Cada coisa no seu tempo.

Planejamento

Dentro do seu planejamento diário, você também poderá:

  • Deixar atividades mais leves para quando estiver mais cansado;
  • Intercalar momentos de descanso;
  • Considerar também o tempo usado em deslocamento;
  • Distribuir as atividades pensando no foco que você escolheu para a semana.

E sei que o planejamento, na teoria, é lindo. Mas que nem sempre as coisas saem como planejamento.

Trataremos disso no próximo tópico.

Administração de imprevistos

A realidade é que não podemos administrar imprevistos – eles sempre acontecem!

Mas podemos estar minimamente preparados para quando eles surgirem.

Isso é importante porque se você não preparar um plano de contingência, todo seu planejamento pode ir por água abaixo.

Então para administrar melhor os imprevistos, você poderá:

  • Ter blocos de horários livres na sua semana, sem planejar nada;
  • Ter um foco definido, pois só assim você saberá o que poderá ficar de fora sem muitos prejuízos, caso não consiga cumprir todo o planejado;
  • Dispor de pequenos momentos de recompensa após uma situação chata, como ir tomar um sorvete;
  • Aceitar que imprevistos acontecem e que isso é normal.

Veja que a intenção aqui não é evitar os imprevistos, e sim aprender a reagir melhor a eles.

Dessa forma, você não entrará em uma espiral da improdutividade toda vez que alguma coisa não sair como você planejou.

Geração de energia

Por fim, sei que não adianta ter um planejamento lindo se você não vai conseguir cumpri-lo.

E para que você consiga realizar tudo a que se propôs, você precisará recarregar suas baterias constantemente.

Não ache que apenas um final de semana na praia é capaz de fazer isso! Logicamente, quanto maior o descanso, melhor, mas sabemos que nem sempre isso é possível.

Por isso, nessa última “etapa”, você vai aprender a recarregar suas baterias com pouco tempo disponível.

Nossas dicas para isso são:

  • Tenha hobbies saudáveis que te ajudem a lidar com ansiedade. Vale tocar um instrumento, ouvir músicas, leitura, esportes;
  • Pratique meditação guiada diariamente. Apenas alguns minutos de prática guiada com algum aplicativo podem fazer maravilhas por você;
  • Descanse de verdade. Escolha atividades saudáveis para seus intervalos, como dar uma volta no quarteirão, brincar com seu cachorro, ou até permanecer em silêncio.
  • Celular não é descanso, e só te deixará mais agitado. Encontre uma forma de desligar totalmente dos estudos;
  • Inclua o lazer no seu planejamento semanal. Saber que você tem um horário definido para descansar já aumenta seus níveis de energia.
  • Tenha planos para combater o cansaço. Vale tomar um banho gelado, um café (dependendo da hora do dia), um cochilo rápido.
  • Seguindo essas etapas, será possível conciliar mais de uma atividade.

Para mais dicas de geração de energia, recomendamos o artigo: Dicas para combater o sono durante os estudos linkar

Mas lembre-se sempre: ao planejar sua semana, pense no foco que você estabeleceu para aquele momento.

Concursos e faculdade

Uma das dúvidas que mais recebemos é em relação a conciliar faculdade e concursos. Sabemos que podem ser estudos praticamente independentes, dependendo do tipo de cargo.

Então trouxemos algumas dicas especificamente para essa situação.

  • Ainda que o estudo para faculdade e concursos esteja relacionado (ex.: mesmas disciplinas), o ideal é ter horários de estudos exclusivos para cada um desses momentos;
  • Tenha em mente que a forma de cobrança em provas de concursos é diferente das provas da faculdade, por isso o estudo deve ser conduzido de forma separada;
  • Estabeleça horários ou dias para cada um deles;
  • Também o ideal é ter cronogramas de estudo separados;
  • Eventualmente, você poderá flexibilizar seus horários, como nas vésperas de provas, se dedicando mais a um ou a outro;
  • Frequente as aulas e tire o máximo que puder do tempo em sala de aula, assim não precisará tirar o atraso em casa;
  • Tente estudar um pouco todos os dias para a faculdade, pelo menos organizando seu material para a prova e revendo os conteúdos do dia. Assim não terá que aprender toda a matéria do zero nas semanas de prova;
  • Aproveite os intervalos: almoço, intervalo entre aulas, espera em consultórios etc. Se o seu tempo é escasso, você deve fazer o máximo dele;
  • Acorde mais cedo: se achar interessante, estude para concursos antes de ir para a faculdade;
  • Estude menos disciplinas. Não pegue o edital inteiro, escolha poucas disciplinas e vá substituindo assim que for terminando;
  • Por último, esteja preparado para fazer sacrifícios.

Conclusão

Concurso, faculdade e trabalho são atividades que demandam muito, então não espere que seja fácil.

Mas saber como conciliar trabalho e estudos pode fazer toda a diferença no resultado final.

Esteja preparado para abrir mão de algumas festas e finais de semana, além de atividades que não estejam alinhadas aos seus objetivos.

Como comentamos, tudo começa com definir o foco e eliminar as distrações.

E termina com muita dedicação para cumprir o que foi planejado.

Se você gostou do artigo, compartilhe!

Aproveite para ler Foco Nos Estudos: Como Melhorar a Concentração

 

Outras publicações

Entre em contato

Ganhe uma semana adicional no seu plano

Dias
Horas
Minutos
Segundos

Black November - matrículas feitas durante o mês de novembro terão 7 dias adicionais na duração do plano de estudos