fbpx

Microgerenciamento: quando a organização não é mais produtiva

Microgerenciamento: cuidado com o excesso de organização. Organizar-se é fundamental, mas não se exceda!

Todo concurseiro já deve ter ouvido falar sobre a importância de se manter a organização dos estudos.

Para ser produtivo, é preciso definir bem horários de estudo e de descanso, o que será estudado durante a semana, quando e quantos exercícios serão feitos, agendar datas de prova e matrícula, dentre outros itens.

No entanto, quando essa organização se torna excessiva, ela passa a não ser mais produtiva.

Podemos chamar isso de microgerenciamento: quando o concurseiro sente necessidade de controlar excessivamente todos os aspectos dos seus estudos.

Consequências do microgerenciamento

Quando o aluno começa a microgerenciar, querer controlar tudo nos mínimos detalhes, ele passa mais tempo “se organizando” do que efetivamente estudando.

E, enquanto estuda, ele encontra defeitos na organização, sempre achando que deve fazer melhor.

Com o excesso de informações sobre produtividade e como se organizar, além da incerteza subjacente que assola a vida concurseira, é relativamente fácil incorrer nesse erro.

Torna-se ainda mais prevalente entre os perfeccionistas.

Como driblar o excesso de organização

Evite o microgerenciamento trabalhando a resiliência e a adaptabilidade.

Trabalhe nos seus erros, mas sem cobrar demais de si mesmo – os altos e baixos fazem parte do equilíbrio!

Organize sua semana com horários de folga e alguns “planos B” caso tenha imprevistos e não consiga cumprir o planejado.

Lembre-se de voltar na visão do todo (macrovisão), quando estiver focado demais nos detalhes.

Deixe que os estudos tenham certa fluidez, tendo consciência de que é impossível controlar todos os aspectos da sua rotina.

Organize-se, mas não tanto!

Aproveite para conhecer: Os três pilares do método de estudos ideal

Outras publicações

Entre em contato