Guia definitivo das etapas do concurso de Perito Criminal

Se você quer prestar o concurso de Perito Criminal mas ainda não conhece as etapas desse processo, esse post é para você!

Como funciona o concurso de Perito Criminal

Você já deve saber que o ingresso na carreira de Perito Criminal Oficial, ou seja, aquele que trabalha nos órgãos de segurança pública do Estado, acontece exclusivamente por meio de concurso público.

Se ainda não sabe a parte básica (se você pode ser Perito, quais cursos são aceitos, etc.) recomendamos que acesse esse artigo que em que explicamos o funcionamento geral do concurso de Perito Criminal.

Hoje iremos conversar detalhadamente sobre todas as possíveis fases do concurso – vou te explicar o que não está escrito no edital e o que poucas pessoas falam!

Vamos lá?

como passar perito criminal

Quais são as etapas do concurso

Como parte das carreiras da segurança pública, o concurso de Perito Criminal costuma envolver diversas e longas fases.

Ou seja, o candidato precisa passar por várias etapas seletivas antes de poder exercer, finalmente, o cargo dos sonhos.

De forma geral, podemos ter as seguintes fases:

  • Prova objetiva
  • Prova discursiva
  • Prova de títulos
  • Teste de aptidão física (o “TAF)
  • Avaliação psicológica (o “psicotécnico”)
  • Avaliação de saúde
  • Investigação social e de vida pregressa
  • Curso de formação

Tipos de fases do concurso de Perito Criminal

Essas etapas podem ser classificatórias ou eliminatórias, a depender do concurso.

Mas o que isso significa?

Quando a etapa é classificatória, significa que ela terá alguma pontuação atribuída que irá interferir na classificação do candidato no concurso.

Ou seja, dependendo da sua nota nessa etapa, sua classificação na lista de candidatos pode melhorar ou piorar.

Já quando a etapa é eliminatória, ela pode ou não ter uma pontuação atribuída, e o candidato precisa atingir apenas os critérios mínimos para ser considerado aprovado nela.

Ou seja, basta atingir uma pontuação X ou condição Y, que ele será considerado aprovado nessa etapa.

Se ela é só eliminatória, não irá interferir na classificação do candidato – ele será apenas aprovado ou reprovado.

Por fim, ainda podemos ter etapas classificatórias E eliminatórias.

Aqui, o candidato precisa atingir um critério mínimo para não ser reprovado mas o desempenho nesse critério também vai interferir na classificação do concurso.

Veremos também a seguir em qual desses tipos cada uma das etapas costuma se enquadrar.

Leia também: concurso para Perito Criminal é difícil?

Prova objetiva

Tipo: classificatória e eliminatória

Como funciona:

A prova objetiva é sempre a primeira etapa do concurso de Perito Criminal.

Provavelmente é a mais conhecida dos candidatos, já que se assemelha muito a uma prova de vestibular – ou seja, essa prova irá testar seus conhecimentos sobre determinados temas.

E quais temas serão esses?

Serão os assuntos e matérias contidos no edital de publicação do concurso, que vão desde matérias básicas como Português, Informática, Matemática, como matérias jurídicas (Direitos) até as específicas de cada área de conhecimento (Biologia Molecular, Engenharia, etc.).

Veja também: quais matérias estudar para Perito Criminal

Aqui temos uma prova fechada, de múltipla-escolha ou para avaliar assertivas como certa ou errada, abordando os conteúdos definidos no edital do concurso.

Dica de preparação: a prova objetiva é a parte mais difícil do concurso.

O ideal é começar a se preparar o mais cedo possível para essa etapa, já que normalmente os candidatos levam anos até adquirirem conhecimento suficiente para uma boa colocação na prova objetiva.

E como fazer isso?

Nos acompanhando nas redes sociais (Instagram, YouTube) e aqui no blog, locais em que ensinamos diariamente estratégias de estudo otimizado para a prova objetiva!

Prova discursiva

Tipo: classificatória e eliminatória

Como funciona:

Enquanto na prova objetiva tínhamos uma prova fechada (você precisa apenas marcar a alternativa correta no gabarito), aqui temos uma prova aberta, que exige que o candidato escreva sobre determinado tema.

O tema pode ser desde algo específico da sua graduação, aplicado à Perícia Criminal, até temas jurídicos ou de atualidades.

Essa modalidade de prova tem sido cada vez mais frequente nos concursos de Perito Criminal, acontecendo no mesmo dia da prova objetiva.

Assim, o ideal é que seja tratada como “uma matéria a mais” no seu cronograma de estudos.

Dica de preparação:

Indicamos esse artigo completo do nosso blog para que você comece a se preparar a discursiva também, o quanto antes!

Prova de títulos

Tipo: classificatória

Como funciona:

A prova de títulos avalia o nível de especialização do candidato para concorrer àquele cargo.

Ou seja, quanto melhor for a sua formação na área, melhor tende a ser sua nota nessa etapa.

Os títulos a serem pontuados, bem como o peso dessa fase, variam dependendo do concurso.

No entanto, títulos que comumente aparecem no concurso de Perito Criminal são: mestrado, doutorado e experiência em cargo policial.

Dica de preparação: não existe muita preparação para essa etapa, já que o candidato ou tem ou não tem os títulos do edital.

Alertamos aqui para a possibilidade de fazer uma pós-graduação com o objetivo de pontuar nessa etapa – cabe a você avaliar se vale a pena ou não o tempo que será investido nessa formação adicional, em relação ao benefício obtido.

Será que, no seu caso, é viável conciliar a preparação para a prova objetiva com a busca pelo título?

Pois como já falamos, a primeira e mais difícil etapa do concurso é a prova objetiva.

Então se você não tiver pontos suficientes nessa primeira fase, não chegará na prova de títulos!

Teste de aptidão física

Tipo: eliminatória, e pode ser classificatória em alguns concursos

Como funciona:

Essa etapa avalia o condicionamento físico do candidato para exercer o cargo de Perito Criminal.

Ou seja, aqui você vai se deparar com uma série de testes como corrida, natação, corda, abdominais, flexão, etc. para avaliar se você preenche esses critérios.

Novamente, os testes são definidos em edital e variam entre os concursos.

Dica de preparação: por ser também uma etapa comum em concursos policiais, recomendamos que você mantenha a preparação para o TAF concomitantemente com a prova objetiva.

Além de te ajudar nessa etapa, vai te ajudar a estudar melhor também!

Avaliação psicológica

Tipo: eliminatória

Como funciona:

Enquanto o TAF avalia o condicionamento físico, essa etapa avalia as condições psicológicas e mentais do candidato, bem como seu perfil de personalidade, para exercer o cargo.

Em todas as carreiras espera-se um determinado perfil de candidato (exemplos: inteligência alta, raciocínio elevado, agressividade média), e é justamente esse perfil que será avaliado nesta etapa.

Você pode esperar aqui algo muito parecido com os testes para tirar CNH, bem como entrevistas com psicólogos e atividades em grupo.

Dica de preparação: o mais importante para essa etapa é manter a calma durante a realização dos testes.

Afinal, não podemos manipular nossa personalidade para os testes, então se você se encaixa nos critérios que o órgão busca, não tem com o que se preocupar.

Leia também: prova física em concursos

Avaliação de saúde

Tipo: eliminatória

Como funciona:

De maneira semelhante às duas etapas anteriores, aqui é serão as condições de saúde do candidato que serão avaliadas.

Você precisará entregar exames de saúde e laboratoriais variados e, possivelmente, fazer uma avaliação presencial com a junta médica.

Dica de preparação:

Todo edital inclui uma série de condições incapacitantes que devem ser avaliadas cuidadosamente pelos candidatos antes da inscrição no concurso.

Analise se você não se enquadra em alguma delas e, se for o caso, entre em contato com o seu médico e/ou com a banca organizadora para entender melhor sua situação.

Investigação social e de vida pregressa

Tipo: eliminatória

Como funciona:

Normalmente essa etapa se inicia desde a inscrição do candidato no concurso, e vai até a posse.

Ou seja, a qualquer momento o responsável pela etapa pode avaliar sua vida pregressa (histórico), conduta social (inclusive em redes sociais), dentre outros aspectos da investigação.

Também é comum que nessa etapa você seja solicitado a entregar diversas certidões e formulários preenchidos, como a certidão criminal negativa.

Dica de preparação: também não temos muito o que fazer de preparação para essa etapa (em relação à vida pregressa), mas você pode tomar cuidado com o que expõe em redes sociais, avaliando se sua conduta está de acordo com o que se espera de um funcionário da segurança pública.

Curso de formação

Tipo: classificatória e eliminatória

Como funciona:

O curso de formação pode ser tanto uma etapa do concurso (ou seja, você um candidato ainda), quando um requisito após o ingresso na carreira (quando você já tomou posse e é um Perito Criminal).

Falaremos aqui do primeiro caso!

E como o próprio nome já diz, trata-se de uma etapa que forma o candidato para exercício na carreira – com disciplinas e etapas próprias, relativas ao cargo de Perito Criminal.

Normalmente é uma etapa realizada nas capitais dos estados, que exige dedicação exclusiva e tem duração de alguns meses.

Após a realização do curso, pode-se ter uma nova lista de classificação dos candidatos com base na nota obtida nele.

Dica de preparação: essa etapa não exige preparação prévia.

Apenas no caso de você passar por todas as fases e ter a possibilidade de ser convocado para o curso é que precisará pensar em se mudar, pedir afastamento de outro emprego, dentre outros preparativos para o CF.

Pronto para o concurso de Perito Criminal?

Agora que passamos por todas as etapas, já está pronto para encarar o concurso?

Esperamos que tenha gostado do guia!

Veja também: concursos previstos para Perito Criminal 2021/2022

Siga-nos no Instagram
Leilane Verga

Leilane Verga

Deixe um comentário

QUER RECEBER DICAS E NOTÍCIAS SOBRE OS CONCURSOS POLICIAIS e da PERÍCIA?

Assine nossa lista de e-mails de conteúdos exclusivos!

× Precisa de ajuda? Available on SundayMondayTuesdayWednesdayThursdayFridaySaturday