Guia de estudos pós-edital: estratégias para estudar com prova marcada

estudos pós-edital - imagem de duas lâmpadas simbolizando ideias

Se você tem dúvidas do que muda no período de estudos pós-edital, esse artigo é para você!

Hoje você vai aprender estratégias para otimizar seu tempo de estudos entre edital e prova.

O que são os estudos pós-edital

Chamamos de pós-edital o período entre publicação de um novo edital e a realização da prova.

Normalmente, esse período leva de dois a três meses, podendo a ter menos tempo dependendo da prova.

Ou seja, o aluno normalmente tem pouco tempo de estudos para fechar um edital que chega a ter dez, doze matérias.

Então neste artigo nosso objetivo é te munir de estratégias para tirar o máximo do seu tempo de estudos pós-edital.

Mas antes, vamos falar um pouquinho sobre o que você deveria fazer antes da publicação do novo concurso.

Estudando no pré-edital

Se o estudo após publicação do novo edital é o pós-edital, quando ele acontece antes, chamamos de pré-edital.

Inclusive, essa é a denominação que utilizamos nos nossos planos de mentoria.

De forma ideal, você deveria começar seus estudos neste período, quando terá mais tempo para desenvolver uma boa estratégia de estudos, e fechar uma parte dos conteúdos da prova.

No pré-edital podemos esperar estratégias como:

  • Foco no aprendizado a longo prazo;
  • Revisões mais espaçadas e em maior número;
  • Calma na hora de aprender os conteúdos;
  • Estudo das matérias na ordem que propicia melhor aprendizagem;
  • Tempo de estudos equilibrado (sem deixar de dormir para estudar).

Ou seja, temos no pré-edital a oportunidade para um estudo mais lento e focado na qualidade.

Aqui, o aluno desenvolve uma bagagem de conhecimento que poderá ser aproveitada para vários concursos.

No entanto, quando sai o edital o aluno se depara com dois fatores que têm total impacto na estratégia:

  • O tempo limitado e o
  • Edital extenso, com tópicos e matérias novas.

Assim, novas estratégias são necessárias para os estudos pós-edital.

Vamos aprender quais são elas?

Tempo de estudos

Se antes falamos para ir no seu tempo, sem pressão, o pós-edital é a hora de dar um gás e estudar o máximo que você conseguir (mantendo a qualidade).

Assim, é o momento de adiar programas e eventos opcionais e focar 100% no concurso, pois qualquer minuto conta neste momento.

A diferença é que esse período intenso tem prazo para acabar, e você sente a adrenalina do edital aberto – o que ajuda a continuar.

Então descanse bem depois da prova, mas até lá dê tudo de si!

Ordem de estudos pós-edital das matérias

Se antes você possivelmente seguia uma ordem didática (ex.: a ordem do edital), agora é hora de dar preferência para os assuntos mais relevantes para a sua prova, pensando na prevalência dos tópicos para a banca.

Além disso, o peso das matérias no edital deve ser considerado, e um maior tempo para estudo e revisão deve ser despendido para aquelas com maior peso na nota.

Por exemplo, não faz sentido começar a estudar uma matéria que terá cinco questões na sua prova, e deixar a que vale o dobro para o final!

Mudança nos materiais de estudo

No caso de tópicos do edital nunca estudados do novo edital, a melhor saída sempre será pegar materiais mais enxutos para estudar.

Pois materiais aprofundados podem te fazer perder tempo demais em tópicos não tão relevantes assim.

No pós-edital simplesmente não há tempo de ver todos os tópicos com a devida calma (na maior parte dos casos), e o foco deve ser em aprender pelo menos o básico de todos os tópicos, e ir aprofundando apenas na medida da relevância deles para a sua prova.

Foco no que você já domina

Não adianta usar todo seu tempo de estudos pós-edital para aprender matérias com as quais você não tem afinidade.

Então nessa fase, sempre que possível, foque nas matérias em que você já é bom para conseguir maior vantagem.

Apenas se você é um concurseiro avançado e já estudou boa parte das matérias que você deve começar a se aprofundar também nos tópicos mais difíceis / diferentes para você.

Revisões mais próximas e em menor número

Por fim, no pós-edital o tempo para aprender os conteúdos é limitado.

Então você não conseguirá revisar tantas vezes os assuntos estudados, e pelo prazo de tempo essas revisões vão ocorrer mais próximas umas das outras.

Como um exemplo de aplicação dessa estratégia, na mentoria nós diminuímos o número de ciclos de revisões, colocamos mais resolução de exercícios, e separamos dias de revisão geral para os alunos.

Assim, os alunos conseguem treinar mais os tópicos estudados, em menos tempo.

Alguns cuidados nos estudos pós-edital

Para finalizar, é importante lembrar que nem todas as estratégias se aplicarão ao seu caso.

Principalmente se você não estudou nada no pré-edital!

Assim fica difícil, por exemplo, estudar por relevância sem seguir a ordem didática do edital.

Pois essa troca pode prejudicar a aprendizagem de que nunca teve contato com a matéria antes.

Então pondere qual ou quais estratégias fazem sentido no seu caso, aplique e avalie.

Lembrando que na nossa mentoria você conta com a ajuda do seu mentor para traçar uma estratégia individual e adequada ao seu caso!

Espero ter auxiliado a otimizar seu tempo no pós-edital com essas dicas.

Se gostou do artigo, lembre de compartilhar 🙂

Até mais!

Leia também: Como organizar um cronograma de estudos para concursos

Siga-nos no Instagram
Leilane Verga

Leilane Verga

Deixe um comentário

QUER RECEBER DICAS E NOTÍCIAS SOBRE OS CONCURSOS POLICIAIS e da PERÍCIA?

Assine nossa lista de e-mails de conteúdos exclusivos!

× Precisa de ajuda? Available on SundayMondayTuesdayWednesdayThursdayFridaySaturday